Categoria: Emagrecimento

Emagrecer com dietas: os mecanismos do nosso corpo que dificultam a perda de peso

Emagrecer com dietas: os mecanismos do nosso corpo que dificultam a perda de peso

Redação

Não perder o peso que desejamos quando estamos de dieta pode ser frustrante, mas sabia que seu corpo não ajuda?
Perder peso é complicado. Não só porque é difícil deixar de comer coisas de que gostamos sem nos deixar abater quando os resultados não vêm rapidamente, mas também porque nosso corpo tem mecanismos para dificultar o processo.

A equação parece simples à primeira vista: para perder peso, temos de gastar mais calorias do que consumimos. Pensando assim, ao reduzir a carga calórica da nossa alimentação, deveríamos conseguir perder peso. Mas nem sempre é assim.

Clique para assinar o canal da BBC News Brasil no YouTube
Beber suco de fruta é realmente saudável?
O poder que o seu intestino tem sobre sua saúde e até seu comportamento
A tendência natural do nosso corpo é manter o peso que tem, explica no site Eldiario.es o divulgador científico Darío Pescador. O nome disso é homeostase, um processo guiado pelo hipotálamo, o centro de controle do sistema endócrino do cérebro.

Leia também: Womax comprar

Direito de imagemGETTY IMAGES
Image caption
O corpo é programado para não perder energia e reage quando estamos de dieta
Por quê? Porque o corpo não gosta de perder energia, como explica um vídeo do SciShow, um canal de YouTube especializado em ciência. O vídeo destrincha alguns dos fatores que tornam difícil a perda de peso:

Hormônios
Hormônios como a leptina, que estão nas células de gordura do corpo, são reduzidos quando fazemos dieta.

null
Talvez também te interesse
Pular o café da manhã faz mal? O que diz a ciência
Como planejar seu dia para aproveitar o melhor desempenho do cérebro
Beber suco de fruta é realmente saudável?
O que é e quais os benefícios e problemas da dieta pegana, que está em alta
null.
Um nível baixo de leptina no nosso corpo é interpretado pelo hipotálamo como inanição, então, ele começa a mandar sinais a nosso corpo de que ele deve comer mais.

Outros órgãos também usam os hormônios para advertir o cérebro de que não estão recebendo energia suficiente.

O estômago usa grelina, que regula o apetite, para dizer ao cérebro que faça mais ingestão de alimentos.

O pâncreas, por sua vez, reduz a produção de insulina, que regula o açúcar no sangue, e de amilina, que nos dá a sensação de saciedade.

Direito de imagemGETTY IMAGES
Image caption
O hipotálamo, no centro do cérebro, regula muitas das funções do nosso sistema endócrino
Todos esses hormônios atuam em conjunto para dar uma mensagem ao cérebro: estamos com fome.

A eficiência energética
Nosso corpo reduz o gasto calórico quando vê que lhe demos menos energia. Quer dizer, quanto menos comemos, mais difícil é perder calorias.

Os órgãos e os músculos ficam mais eficientes e gastam menos energia para realizar suas funções vitais, pois foram avisados pelo cérebro de que há uma carência de “combustível”.

Também buscam energia de outras fontes e, em vez de recorrer às reservas de gordura como gostaríamos, extraem sua energia dos alimentos que ingerimos durante o regime. A perda de gordura fica muito difícil.

A memória do corpo
E para dificultar mais ainda as coisas, temos de lembrar que nosso corpo também tem memória. E isso não é muito bom na hora de perder peso.

Direito de imagemGETTY IMAGES
Image caption
Uma menor ingestão de calorias nem sempre se traduz em perda de peso
É difícil os hormônios voltarem aos níveis de produção normais uma vez que a dieta tenha sido abandonada, então, mesmo quando você está comendo normalmente, continuam dizendo para o cérebro que você está com fome.

Qual é a consequência disso? Você come mais. Assim se explica o famoso “efeito sanfona”.

E também permanece a tendência de eficiência energética. É como se, ao termos submetido nosso corpo a dietas, tivéssemos assustado ele, ao retirar calorias, e agora ele não queira se arriscar a gastar muitas.

Então, mesmo anos depois de abandonar a dieta, nosso corpo segue lento na hora de gastar calorias.

Direito de imagemGETTY IMAGES
Image caption
Quanto mais vezes fazemos regime, mais difícil será emagrecer porque o corpo se acostuma a consumir poucas calorias
Mas há outros fatores, como os genes, o tipo de comida que comemos e até aspectos ambientais que podem influenciar na facilidade que temos de emagrecer, engordar ou mantermos o peso.

A VERDADE SOBRE EMAGRECER COM MASSAGEM


Com objetivos estéticos, diversas técnicas de massagens são procuradas pelo público leigo como forma de emagrecimento
Curiosamente, os artigos mais visitados aqui do blog se referem a técnicas de massagem em que eu abro o debate se elas têm realmente o “poder” de emagrecimento!

Este post serve para desmistificar o uso da massagem para emagrecer. Nosso objetivo é alertar nossos leitores sobre falsas promessas de emagrecimento através da massagem.

Leia também: Phytophen funciona

COMO FUNCIONA O PROCESSO DE EMAGRECIMENTO
Na internet em geral há uma grande procura por métodos sobre como emagrecer. Porém, muitas dicas são de dietas malucas sem embasamento algum e colocam a saúde das pessoas em risco.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Basicamente, o que as pessoas devem entender que para emagrecer é necessário que haja uma mudança de hábitos, pois se a pessoa está acima do peso, não foi de um dia para outro. Portanto, para emagrecer, também não será de um dia para outro que irá alcançar este resultado.

Leia também: Kifina funciona

Muitas pessoas colocam sua saúde em risco, pois se submetem a diversas dietas sem fundamento para alcançar o emagrecimento rápido. O grande problema, é que sem mudança de hábitos, há uma grande probabilidade que esta pessoa seja mais uma vítima do tão conhecido “efeito sanfona”.

Leia também: Drenagem Linfática

Gosta muito de massagem? Então curta!

Usando a lógica, para emagrecer é necessário que se consuma menos calorias do que irá gastar no dia. Por ex: Se uma pessoa precisa de mais ou menos 2.000 kcal para sobreviver, por dia, em tese, para que ela emagreça é necessário consumir menos que as 2.000 kcal/dia.

É POSSÍVEL EMAGRECER COM MASSAGEM?
Muitas técnicas de massagem são procuradas como métodos de emagrecimento, porém, sozinhas, técnicas de massagem não têm o poder de emagrecer.

Elas atuam como um complemento do processo como um todo, ajudando o corpo a eliminar toxinas, resíduos metabólicos, ativando a circulação sanguínea e linfática, atuando na modelagem do corpo, entre outros benefícios.

QUAIS AS TÉCNICAS MAIS PROCURADAS PARA EMAGRECIMENTO?
Iremos listar agora, 4 técnicas de massagem muito procuradas por pessoas que querem emagrecer. Vejamos:

Drenagem Linfática: Esta técnica que tem como objetivo estimular o aceleramento da linfa até os gânglios linfáticos através de manobras superficiais. Esta é uma técnica de massagem capaz de diminuir a retenção de líquidos no corpo e melhorar a aparência da pele.

Bambuterapia: Esta técnica utiliza bambus para realizar movimentos parecidos com os da drenagem linfática. A ideia de utilizar bambus é que eles atuam como prolongamento dos dedos. A bambuterapia é capaz de modelar o corpo ao mesmo tempo promover o bem estar.

Massagem Modeladora: Diferente das técnicas mencionadas anteriormente, a massagem modeladora é realizada com manobras rápidas, intensas e vigorosas. Em alguns casos há a possibilidade que durante a sessão a pessoa que recebe a massagem possa sentir dores devido à intensidade das manobras, porém, nada excessivo. Caso haja hematomas é sinal de que a técnica foi realizada de maneira inadequada. O principal objetivo desta técnica é modelar o corpo.

Massagem Turbinada: Esta técnica é realizada com mini ventosas em um cabo de madeira para facilitar a aplicação sobre a pele. Esta técnica tem este nome, pois seu objetivo é definir o corpo remodelando curvas.

A VERDADE SOBRE O EMAGRECIMENTO
Hoje em dia, há muitos mitos sobre como emagrecer. O que as pessoas precisam entender é que para alcançar o objetivo de emagrecimento, antes de tudo, é necessário desenvolver a mudança de hábitos como forma de atingir os resultados esperados.

CONCLUSÃO
Este artigo tem o intuito de esclarecer que não é possível emagrecer com massagem apenas, pois as técnicas atuam como um complemento do processo como um todo e não devem ser encaradas como soluções rápidas.

Para emagrecer é necessário que haja a mudança de hábitos e o comprometimento com o processo, sem dietas malucas e tortura por não se alimentar com comidas que mais lhe dão prazer.